01 março 2017

[Sessão Pipoca] A Senhora da Van


Título: A SENHORA DA VAN (The lady in the van)
Produção: Sony Pictures
Direção: Nicholas Hytner  
Gênero: Comédia Dramática, Biografia
Ano: 2016
Elenco: Maggie Smith, Alex Jennings, Jim Broadbent, Frances de la Tour, Roger Allam...


Sinopse: Camden Town, bairro de Londres, 1970. Mary Shepherd (Maggie Smith) é uma senhora idosa, que mora dentro de uma van. Devido aos seus hábitos pouco higiênicos, os moradores não gostam nem um pouco quando ela decide estacionar o carro próximo à sua casa. O único que a tolera é o escritor Alan Bennett (Alex Jennings), que permite que ela use seu banheiro de vez em quando. Após algum tempo, os moradores conseguem que a prefeitura proíba que qualquer carro fique estacionado no bairro. A intenção era que a sra. Shepherd deixasse o local, mas ela encontra uma saída quando Alan oferece que estacione na vaga existente em sua própria casa.



A Senhora da Van baseia-se na história real de amizade entre o dramaturgo Alan Bennett e uma sem-teto, Mary Shepherd.

Durante 15 anos Mary morou em uma van. Primeiro estacionada na rua e depois passou a ocupar a garagem do dramaturgo, em Londres. Ele transformou a história em uma obra teatral e recentemente roteirizou-a para o cinema.




Mary apresenta-se como uma senhora um tanto ranzinza, de hábitos nada higiênicos e que sofre discriminação por parte dos vizinhos da rua onde estaciona sua van. Ela só cria "amizade" com o dramaturgo Bennett.



O que mais destaco é a performance de Maggie Smith, impecável e que já vale pela história.

Durante o filme pouco sabemos sobre a vida de Mary e algumas pistas são dadas, grandes segredos que justificam seu comportamento atual. 

Essa parte do filme é bastante dramática e é seu ponto forte, pois queremos saber o que leva uma idosa a ir morar em uma van. A solidão inerente à velhice promove uma reflexão sobre o assunto. 

Aqui, temos um gancho para o relacionamento do dramaturgo com sua própria mãe, importantíssimo para compreendermos  sua personalidade e seu apego pela senhora da van.




O filme traz um humor um tanto ácido e é um pouco melancólico em algumas partes, talvez isso tenha deixado a desejar em alguns aspectos. Mas, apesar dessas ressalvas, considerei um bom filme. 

A Senhora da Van, não deve ser ignorado, é uma história de amizade, preconceito e reflexões inerentes à velhice também. Vale ser assistido e discutido!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não saia sem deixar um recadinho pra nós!

© Conduta Literária ♥ 2017 - Todos os direitos reservados ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo